Governo Federal banca e empresa de restauração do Museu terá obra na Estação

131

Antonio Archangelo/coluna PolítiKa

O prazo de entrega da obra de revitalização é de 12 meses, com custo de R$ 2.575.714,80
O prazo de entrega da obra de revitalização é de 12 meses, com custo de R$ 2.575.714,80

A empresa que tenta concluir a restauração do Museu Amador Bueno da Veiga deve ser anunciada vencedora da licitação para a “revitalização histórica no entorno da Estação Ferroviária de Rio Claro”. A empresa Estúdio Sarasá Conservação e Restauração sagrou-se vencedora do processo licitatório, porém o processo está em fase de recursos até dia 31 de julho.

De acordo com informações da assessoria de imprensa da prefeitura, o prazo de entrega da obra é de 12 meses, com custo de R$ 2.575.714,80. Deste total, 92% são recursos do governo federal e os 8% restantes se referem a recursos da prefeitura.

>>> VÍDEO: Estação Ferroviária é pichada por garotas

“Nesta segunda etapa das obras, que se segue ao aterramento do antigo pontilhão da Avenida 7 e a ampla urbanização daquele cruzamento, será realizada a implantação de novos equipamentos públicos ao longo da Rua 1, como teatro de arena, renovação paisagística no trecho (da Avenida 7 até a Avenida 3), nova iluminação, fonte luminosa e calçamento em mosaico português. As restaurações da casa de comando e do casarão (na altura da Avenida 5) também estão incluídas nesta nova etapa. A forma de utilização desses prédios será definida posteriormente. As obras serão fiscalizadas pela Secretaria de Obras e no tocante às restaurações tudo será feito em conformidade com o órgão estadual de proteção ao patrimônio histórico. Também será construída uma pista de skate naquela área, obra que motivou a elaboração de uma licitação específica. A empresa que venceu a licitação para a pista de skate é a Coxport Engenharia e Comércio, com prazo de seis meses para a conclusão do equipamento. A empresa está sendo comunicada da emissão da ordem de serviço e deverá iniciar os trabalhos em breve. O investimento para a construção da pista é de R$ 131.576,43.

Com o término da segunda etapa de obras naquela área, os ganhos para a população ocorrerão, principalmente, no aspecto urbanístico, com paisagismo, equipamentos esportivos e de lazer, fonte luminosa, teatro de arena e recuperação das construções antigas. Outro aspecto é a integração dos dois lados da cidade, que já é realidade, configurando mais uma área nobre de convivência para as pessoas no centro histórico de Rio Claro”, concluiu a nota.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: