Gasto com aquecimento em dias frios pode aumentar conta de energia elétrica

70

Fabíola Cunha

Com a entrada do outono e inverno, a consequente diminuição das temperaturas, principalmente à noite, acaba tornando mais atraente aquele banho demorado com água quentinha. Ou, até mesmo, para os mais friorentos, a aquisição de um aquecedor elétrico. O engenheiro Evandro Romanini, especialista em eficiência energética da Elektro, explica que, apesar do consumo total em Rio Claro diminuir no inverno, é preciso atenção dentro de casa para não tomar susto com a fatura.

A dica para quem não dispensa um banheiro com jeito de sauna e um quarto aquecido com energia elétrica é compensar em outros setores: “Equipamentos eficientes consomem apenas a energia necessária para mantê-los. Por isso é importante adquirir produtos com o selo do Procel e do Inmetro, e dimensionados para sua necessidade”, explica. Romanini também lembra que outros itens da casa podem ser motivo de aumento do consumo energético: “micro-ondas, chapinha, secador de cabelo, fornos elétricos, ar-condicionado na função calor, torneiras elétricas, secadora de roupa consomem muita energia. Os novos modelos, como o chuveiro eletrônico e o ferro a vapor, já possuem formas de modulação e possibilidades de economia de energia, mas sua utilização inadequada pode até aumentar o consumo, dependendo da potência em watts com que o novo equipamento foi projetado”, alerta ele.

Equipamentos que não são associados com o gasto exagerado de energia elétrica, como a televisão, podem transformar-se em vilões. Cada vez maiores e com mais recursos, as TVs são protagonistas da casa, permanecendo muito tempo ligadas. A dica é desligá-la sempre que não for permanecer no cômodo onde ela se encontra e não dormir com ela ligada, usando o timer para programar seu desligamento.

Por fim, substituir lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes compactas ou de LED é uma boa pedida. Apesar de custarem um pouco mais caro, o investimento se justifica pela significativa redução no consumo de energia, que pode chegar a até 80% por lâmpada e duram muitas vezes mais. Segundo a concessionária Elektro, o horário de pico em Rio Claro no inverno é entre 18h e 19h. A estação mais fria do ano começa no dia 21 de junho e termina no dia 22 de setembro.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: