Gaeco denuncia seis por sonegação em Rio Claro

1685

Laura Tesseti

Uma operação investiga seis pessoas ligadas a uma empresa do setor têxtil no município por sonegação fiscal. Para falar sobre a acusação, o Gaeco encaminhou uma nota à imprensa, na qual fala sobre o trabalho realizado e os próximos passos da investigação.

“O Gaeco – Núcleo Piracicaba e a Promotoria Criminal de Rio Claro ofertaram denúncia (acusação formal) contra seis pessoas ligada a grupo empresarial do setor têxtil de Rio Claro. Dia 17/07 houve operação em força-tarefa com a Polícia Militar, a Secretaria da Fazenda Estadual e a Delegacia da Receita Federal, com cerca de 100 agentes públicos. Na ocasião houve apreensão de documentos, veículos de luxo, dinheiro, além das prisões dos acusados. O grupo deve R$ 40 milhões à Fazenda Estadual em razão de sonegação fiscal. A denúncia imputa aos acusados o crime de constituir e de integrar organização criminosa com o fim de sonegar impostos, lavar dinheiro, falsificar documentos. Os agentes foram acusados de praticar cerca de 32 atos de lavagem de dinheiro”, informa.

O Ministério Público pediu ainda o confisco de 22 imóveis, entre eles alguns situados em locais de alto padrão em Rio Claro, de veículos e de dinheiro apreendidos.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: