Fundação Municipal de Saúde abre mais 160 vagas em concursos

50

Divulgação 

Veja vagas para preencher os setores administrativos, técnicos e de atendimento médico
Veja vagas para preencher os setores administrativos, técnicos e de atendimento médico

 

A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro está abrindo novos concursos públicos para a ampliação de seu quadro de funcionários em atendimento à demanda exigida na área da saúde. São mais 160 vagas para diversos cargos.

De acordo com os editais publicados nessa sexta-feira (7) no site da fundação www.saude-rioclaro.org.br, as inscrições para os concursos serão recebidas no período de 10 de fevereiro a 13 de março através do endereço eletrônico www.ibamsp-concursos.org.br, onde também consta o edital completo. Nos últimos anos os investimentos têm sido grandes, com a abertura de novas unidades de saúde e ampliação dos programas de atendimento, e isso requer profissionais qualificados e capacitados para o serviço.

As vagas visam preencher os setores administrativos, técnicos e de atendimento médico nas seguintes funções: analista ambiental, auxiliar administrativo II e III, auxiliar de saúde bucal, bioquímico, farmacêutico, físico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, pedagogo, psicólogo, técnico em radiologia/operador de raio-x, técnico em saúde/laboratório, técnico em segurança do trabalho, terapeuta ocupacional, médicos, agente comunitário de saúde e agente de endemias.

A confirmação de data, horários e locais para as provas deverá ser divulgada no dia 28 de março. A princípio a prova está marcada para o dia 6 de abril.

Médicos

Um dos concursos da Fundação de Saúde tem a finalidade de contratar mais profissionais médicos para atuação na urgência e emergência e ambulatórios. As especialidades são: ecocardiografista (01), endocrinologista (01), ortopedista (01), psiquiatra infantil (01), clínico plantonista (05), ortopedista (01), pediatra (03) e psiquiatra infantil (02), totalizando mais 15 vagas.

A Fundação Municipal de Saúde vem se esforçando para que as unidades de atendimento tanto da Urgência e Emergência quanto da Atenção Básica possam contar com o número necessário de médicos. Nos últimos quatro anos a fundação intensificou os concursos públicos com a finalidade de reposição das lacunas nos plantões e suprir a demanda nas especialidades. Muito já se avançou nessa questão e aos poucos o atendimento ganha nova estrutura.

 

Esta é uma reprodução da notícia publicada na edição impressa do Jornal Cidade 

DEIXE UMA RESPOSTA