Festas exigem cuidados no descarte de objetos de vidro

126

Da Redação

Ao se aproximar o fim do ano, as pessoas se reúnem para confraternizações e eventos, o que aumenta o consumo, e simples ações acabam passando despercebidas, como o descarte correto de materiais perfuro-cortantes.

A quantidade de copos de vidro, garrafas, taças quebradas, espetos de churrasco encontrada em sacos de lixo, sem o devido acondicionamento, é maior neste período, acarretando riscos aos trabalhadores da coleta seletiva urbana, os coletores.

Segundo o educador ambiental Éder Rodrigo Varussa, da empresa Ambientelix Serviços Ambientais, as dicas mais seguras para o descarte são as seguintes: a) copos de vidro, taças, garrafas, ou ainda pratos ou porcelana quebrados devem ser acoplados (de acordo com sua dimensão) em várias folhas de jornal, ou embaladas em caixas de papelão, lacradas e identificadas; b) espetos de churrasco de madeira devem estar devidamente quebrados em pedaços pequenos, evitando que os mesmos perfurem as sacolas ou sacos plásticos; c) latas de metal, como de alimentos em conserva, também devem ser acopladas em caixas lacradas; d) lâmpadas fluorescentes ou gilete de barbear devem estar bem embaladas. Além disso, caso haja tratamento de saúde na residência que utilize seringas com agulhas, é necessário e imprescindível que estas sejam separadas imediatamente em garrafas do tipo pet ou caixas, e encaminhadas até uma unidade de saúde mais próxima do seu bairro, pois estes resíduos são perigosos e infectantes.

“Se todos contribuíssem com estas pequenas ações, não haveria acidentes durante a coleta urbana, o que garante que nenhum funcionário seja afastado em virtude de cortes profundos ou ferimentos de risco”, atentou Varussa.

Vale lembrar também que os objetos de vidro – como copos e garrafas – podem ser deixados nos diversos ecopontos espalhados por bairros da cidade, já que o vidro é material 100% reciclável. 

Qual sua opinião? Deixe um comentário: