Férias em Araras: opções para entreter a criançada

558
Ramon Rossi

Chega julho e com ele a dúvida: o que fazer com a criançada em Araras durante as férias escolares? Calma. O JC vai te ajudar com algumas alternativas do que a ‘Cidade das Árvores’ tem para entreter as crianças de todas as idades. E quer saber o melhor? Sem pesar no bolso.

O tradicional Lago Municipal (Parque Municipal Fábio da Silva Prado), o Parque Ecológico e Cultural Gilberto Ruegguer Ometto, a Casa da Memória Pedro Pessotto Filho, a Casa da Cultura Emílio Silvestre Wolff e o Centro Cultural Leny de Oliveira Zurita são algumas das opções. Confira!

Parque Municipal Fábio da Silva Prado – Lago

O Parque Municipal Fábio da Silva Prado – popularmente conhecido como Lago Municipal – é uma das mais importantes atrações turísticas e o principal cartão postal da cidade de Araras. O espaço conta hoje com diversas atrações para o público. Veja!

Jardinagem

Gramas e flores coloridas adequadas às áreas cercam todo o Lago com sombra e jardins especiais. Uma opção para quem gosta de fotografias e até mesmo para um piquenique.

Jardim Sensorial

Em forma de espiral e com uma fonte de água ao centro, ele é formado por um labirinto de floreiras de diversas espécies de plantas, que estimulam sentidos do corpo humano, como tato, audição, visão e olfato.

Fonte Interativa

A Fonte Interativa jorra água por 18 esguichos, funcionando também como um espaço recreativo e muito utilizado pelas crianças e até mesmo pelos adultos, que frequentam o local para se refrescarem no verão.

Centro Pró-Arara

O CRAS Pró-Arara (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) é um espaço destinado ao cuidado de aves nativas ou vítimas de maus-tratos, visando a reabilitação e a reintegração delas ao habitat natural. O local oferece palestras e visitas monitoradas mediante agendamento prévio.

Atividades esportivas

O Lago é ideal para realizar atividades esportivas. Parte de seu entorno é com ciclovias. Ideal para caminhadas, corridas e outros esportes ao ar livre, além de uma academia, também ao ar livre, com vários aparelhos.

Playground

O playground do Lago possui brinquedos modernos, coloridos e pedagógicos, que garantem mais segurança às crianças que frequentam o parquinho. Há, também, brinquedos para crianças com mobilidade reduzida ou cadeirantes. O local conta também com bicicletário e novo bebedouro.

Pedalinhos

Os pedalinhos são uma das atrações principais no Lago Municipal. As cores e o bom estado de conservação dos pequenos “barcos” já enchem os olhos dos visitantes. Os pedalinhos funcionam todos os dias, inclusive feriados, das 9h às 11h e das 13h às 17h. A capacidade é de dois adultos – ou dois adultos com uma criança de até 3 anos, com peso máximo permitido de até 250kg. O valor cobrado é de R$ 5,90 por pedalinho.

Bonde do Turismo

O Bonde do Turismo é mais uma atração de Araras que serve para passeios históricos na cidade. Fielmente seguindo o estilo antigo, as acomodações do Bonde sobre rodas são confortáveis, seu interior mantém a originalidade do trabalho dos artesãos especializados em ferragens e madeiras entalhadas, fazendo com que o passeio turístico se torne aprazível ao passageiro, transportando-o a sensações agradáveis.

Os dias de funcionamento são aos sábados, domingos e feriados com roteiros diurnos das 13h às 19h, com saída do próprio Lago. Já aos domingos, há também roteiros noturnos, das 20h às 22h, com saída da Basílica Nossa Senhora do Patrocínio. No site do Bonde do Turismo você confere o roteiro completo de cada passeio (bondeturismo.com.br). O diurno dura 45 minutos e custa R$ 10 por pessoa. Já o noturno, que dura em média 25 minutos, custa R$ 5. Em ambos, crianças com até cinco anos não pagam.

Área de Alimentação

O Lago Municipal conta com uma área de alimentação para toda a família com vários carrinhos de lanche, doces e sorvetes. Há, ainda, um projeto da Prefeitura para melhorar a estrutura desta área com a construção de um Boulevard para acomodar esses lancheiros e outros ambulantes.

Parque Ecológico e Cultural Gilberto Ruegguer Ometto

         Amplo e dotado de estrutura física preparada para receber grandes eventos, o local possui imensas áreas verdes, ou seja, cenário perfeito para diversão e relaxamento. O Parque, que está localizado na região leste de Araras, na Avenida José Pavan s/nº, conta com:

Arvorismo e Tirolesa

Uma das atrações do Parque é o circuito de Arvorismo, que é mantido por uma concessionária privada, que faz planos de expansão das atividades de lazer no local. O arvorismo, na sua modalidade esportiva, foi montado com obstáculos que, para vencê-los, o “arvorista” precisa utilizar conceitos básicos de escalada, rapel, highline e combater o medo da altura. O Arvorismo custa R$ 30 por pessoa. O circuito tem 100 metros de comprimento com estações entre três e cinco metros de altura.

Há, também, na mesma estrutura, a Tirolesa, que é uma atividade de aventura onde o praticante é preso por mosquetões a uma cadeirinha de alpinismo, e se desloca com roldanas de um ponto a outro por um cabo aéreo posicionado horizontalmente. O cabo, é claro, fica nas alturas, normalmente conectado a árvores, ao ar livre. Isso significa que o praticante tem a sensação de “voar” sobre o local. A tirolesa custa R$ 25 por pessoa e também tem 100 metros de extensão e passa por cima de um dos lagos do espaço de lazer. E, o arvorismo com a tirolesa, juntos, custam R$ 30. Os dias de funcionamento são aos sábados, domingos e feriados das 12h às 17h. Em caso de chuva, as atividades são suspensas por medidas de segurança.

Pedalinhos

Os frequentadores do Parque Ecológico e Cultural Gilberto Rüegger Ometto também têm a opção de Pedalinhos para passeios no Lago da Tirolesa, onde foram construídos decks para essa finalidade. São várias embarcações em formato de cisnes, muito consagradas em diversos locais turísticos do país e do mundo, porém inéditas em Araras. Cada uma delas leva até dois adultos e uma criança de até 3 anos. Um passeio de meia hora custa R$ 7. Os bilhetes estão à venda no próprio local de embarque. Os passeios estão disponíveis a semana toda, mas é importante estar atento aos horários: em dias úteis, das 10h às 16h, até o horário em que houver boas condições de luminosidade. Aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h.

Atividades Esportivas

Um dos pontos tradicionais e conhecidos de Araras, o Parque Ecológico também é um dos lugares preferidos de quem gosta de praticar atividades esportivas. A população pode desfrutar da estrutura e praticar da mais simples caminhada até as academias de ginástica ao ar livre, em diversas áreas do local. São, ao todo, três academias que contam também com aparelhos acessíveis, destinados a pessoas com deficiência.

Playground

Para a diversão da criançada, o Parque conta com um imenso playground, que traz muitos benefícios. Além de aproveitarem as atividades ao ar livre e terem contato com a natureza, as crianças desenvolvem a coordenação motora, noções de espaço e tempo e habilidades físicas. Como qualquer outro local em que há crianças, os adultos devem sempre ficar de olho.

Área de Alimentação

O Parque Ecológico conta com área de alimentação com vários carrinhos de lanche, doces e sorvetes. A Prefeitura já assinou convênio com o Governo Estadual para a construção de um Boulevard no local, para acomodar os vendedores ambulantes, nos mesmos moldes do que está sendo construído no Lago Municipal.

Casa da Memória Pedro Pessotto Filho

A Casa da Memória Pedro Pessotto Filho funciona no Solar Benedita Nogueira, no Centro da cidade, de terça a sábado, e tem entrada franca. De terça, quarta e sexta-feira, a Casa é aberta ao público das 9h às 16h e às quintas-feiras tem horário especial, das 9h às 20h30. Já aos sábados, funciona no mesmo horário do comércio, das 9h às 13h.  Com um espaço inédito e interativo, a Casa da Memória disponibiliza acervo multimídia com vídeos, imagens e sons para contar a história do desenvolvimento de Araras e de seu povo. A estrutura da Casa da Memória conta com salas reservadas para realização de palestras, workshops e pequenas exposições temporárias, além de uma pinacoteca com acervo existente de obras de arte para narrar trechos e fatos históricos, tudo isso com instalação de som e efeitos de luz sincronizados.

Sala da Memória

Sob uma mesa de cubos coloridos estão objetos antigos que remetem a várias décadas do século 20. Cada uma das cores corresponde a uma época. Vitrolas, máquinas de escrever e até uma máquina registradora, entre outros utensílios, estão expostos sob efeitos de luzes e sons.

Pesquisa documental e memória oral

Extenso banco de dados disponibilizado em computadores para pesquisa documental. Ao lado, uma sala foi instalada para captação de memória oral dos cidadãos. A Casa também contém contribuições de acerco de cidadãos, que compõem o banco de dados. A sala funciona da mesma maneira que o Museu da Pessoa em São Paulo, onde há o objetivo de preservar, registrar e transformar em informação histórias de vida.

Mesa interativa

Com tela touchscreen, os visitantes podem manipular imagens sobre a memória da cidade, além de um painel em forma de um quebra-cabeça com imagens diversas que apresenta a história de figuras populares da cidade.

Exposições de longa duração

As exposições de longa duração contam com fatos marcantes da cidade com textos, fotos antigas, painéis, projeções, infográficos e interatividade.

Capela do Solar

A pedido de muitos ararenses, a Prefeitura de Araras reativou a Capela de Santo Antônio, que funcionou por décadas no Solar Benedita Nogueira. Trata-se de um atrativo a mais aos visitantes da Casa.

Casa da Cultura de Araras

A Casa da Cultura Emílio Silvestre Wolff é parada obrigatória para quem visita a cidade. Projetada por Vitor Dubugras, ela foi construída em 1896 e já funcionou como Fórum Municipal, Cadeia Pública e Câmara Municipal. Dessas épocas, guarda raridades como celas solitárias feitas em madeira. Demais celas, ainda com suas pesadas grades, hoje abrigam o acervo permanente da Casa da Cultura, com belas obras, entre as quais muitas telas, gravuras e esculturas. O visitante pode aproveitar também para, no andar superior do prédio, conhecer trabalhos de artistas locais que sempre expõem no local. O horário de funcionamento é das 8h às 16h. A Casa da Cultura fica na Praça Barão de Araras, no Centro da cidade.

Centro Cultural Leny de Oliveira Zurita

Muitas pessoas que passam hoje pelo Centro Cultural Leny de Oliveira Zurita, localizado na Avenida Ângelo Franzini (antiga Avenida Limeira), contemplam a beleza do local, com ampla jardinagem, seus vagões e belezas, nem imaginam a história que o lugar possui. Em 1887 foi inaugurada a Estação Ferroviária de Araras, localizada no mesmo ponto onde hoje se encontra o Centro Cultural. Na época, era composta apenas pela estação e por um primitivo galpão de madeira, substituído em 1882 por um novo prédio que fora reformado diversas vezes até 1920, quando tomou a forma atual. Atualmente, o Centro Cultural é um dos lugares preferidos dos ararenses e turistas para fotografar. Seja para os amadores ou profissionais. O local funciona todos os dias das 8h às 16h.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: