Estudantes ocupam prédio e reivindicam bolsas e moradia

62

Carine Corrêa

Alunos da Unesp, campus Bela Vista
Alunos da Unesp, campus Bela Vista

Algumas dezenas de estudantes ocuparam a diretoria do Instituto de Biociências (IB), situada no interior do campus da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Rio Claro na manhã da última quinta-feira (27).

Por medo de sofrer represália, nenhum universitário quis se identificar. As principais reclamações dos estudantes estão relacionadas à superlotação da Moradia e o número insuficiente de bolsas-auxílio para atender à demanda de universitários carentes.

“Em virtude do aumento das cotas a estudantes de escolas públicas no processo seletivo, o número de universitários mais carentes aumentou e a Unesp não está tendo estrutura para receber esse grupo”, disse um dos universitários.

A Moradia, que tem apenas 96 vagas, acolhe 132 jovens, com um total de 36 excedentes. “Os excedentes dormem no chão, porque não tem lugar suficiente para todos”, acrescentou outra aluna.

Questionada sobre as reivindicações, a direção do IB informou que vem sendo feita, pela Comissão de Moradia, uma avaliação da existência desse excesso. Sobre as 15 bolsas que faltam, de acordo com a mesma Comissão, “não atendem aos requisitos socioeconômicos exigidos pela universidade”.

Em relação às negociações, a diretoria do IB discordou das alegações e informou que no dia 10 de abril o presidente da Comissão de Permanência Estudantil da Unesp estará na unidade para discutir moradia, bolsas e outras questões, como uma possível ampliação.

DEIXE UMA RESPOSTA