Dengue avança no Novo Wenzel e Jardim São Paulo

501

Vlada de Santis

Na última quinta-feira (9), a Vigilância Epidemiológica divulgou o boletim mais recente de casos de dengue na cidade de Rio Claro: já são 234 confirmados.

Diante desse número, o Jornal Cidade solicitou um levantamento bairro a bairro, assim como trouxe um mês atrás, para fazer um comparativo.

A área central se manteve na colocação que não queria: no topo do ranking dos números da dengue. Em abril eram 12 casos e agora em maio, 22. Porém, se no mês passado a localidade estava isolada na primeira colocação, agora tem a companhia do Novo Wenzel, que saiu de sete casos para 22 – um aumento de 214% em um prazo de 30 dias.

Quem desponta e preocupa nessa problemática da dengue também é o bairro Jardim São Paulo, que teve um crescimento de 900%. De um caso em abril agora já são 10.

Apenas quatro bairros se mantiveram com os mesmos números de 30 dias atrás: Assistência (2 casos), Claret (1), Jardim Esmeralda (1) e Residencial das Flores (1). Todos os outros tiveram aumento nas estatísticas de casos ligados ao Aedes aegypti.

Orientações e ações

Evitar o acúmulo de água parada é a principal medida para evitar a proliferação do Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela. Durante a semana, agentes do Centro de Controle de Zoonoses realizam vistorias nas residências e orientam a comunidade. Aos sábados são realizados mutirões nos bairros, que inclui o recolhimento de possíveis criadouros. Imóveis especiais, como escolas, e pontos estratégicos, como borracharias, também são vistoriados.

A Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção realiza ininterruptamente ações de limpeza nos bairros. Desde janeiro, cerca de 1.500 toneladas de materiais foram retiradas de terrenos, vias públicas e logradouros em várias regiões da cidade. Também é fundamental que os proprietários mantenham os terrenos baldios em ordem.

O que fazer

No caso de sintomas de dengue, a orientação é para que se busque atendimento nas unidades de saúde da família ou nas unidades básicas de saúde, que são porta de entrada para atendimento na rede pública municipal. No local o paciente encontrará equipe preparada para realizar os procedimentos necessários em cada caso, como coleta de exames e hidratação.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: