Daae reabre licitação para contratar instituição financeira

73

Antonio Archangelo

A folha de pagamento do Daae é composta no total por 346 servidores entre ativos, inativos e pensionistas
A folha de pagamento do Daae é composta no total por 346 servidores entre ativos, inativos e pensionistas

Em meio à crise financeira, o Daae – Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Rio Claro reabriu o Processo Licitatório para a contratação de Instituição Financeira para centralizar e processar os créditos da folha de pagamento dos membros e servidores do Departamento. O Edital 016/14 prevê licitação – Menor Preço na modalidade Pregão Presencial – com data de encerramento prevista para o dia 30/09/14 às 14h. A reabertura foi publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo.

O assunto não é novo na administração pública rio-clarense. Em 2012, por exemplo, a prefeitura manteve o pagamento dos servidores por meio de contratação de instituição bancária por cerca de R$ 6,8 milhões. O mesmo procedimento adotado em 2007, quando o então Santander/Banespa manteve a administração da folha de pagamento dos funcionários públicos municipais de 2008 a 2012. Para vencer o pregão, a instituição financeira desembolsou cerca de R$ 17.650.000,00 ao Governo Nevoeiro. Em 2012, o Executivo tentou anular a licitação que contrataria a instituição financeira, mas acatou recurso e revisou a decisão para manter o vencedor. O Tribunal de Contas questionou o contrato. Desde 2005, a folha de pagamento do funcionalismo é gerenciada por instituição financeira.

Em nota, o Daae esclarece que se trata de uma licitação, edital nº 016/2014, modalidade pregão presencial “maior oferta”, conforme determina a Lei Federal nº 8.666/93. O objetivo do processo visa a escolha da melhor proposta para a contratação de instituição financeira para centralizar e processar os créditos da folha de pagamento dos membros e servidores da autarquia. Atualmente, o contrato do Daae é com a Caixa Econômica Federal. A folha de pagamento é composta no total por 346 servidores entre ativos, inativos e pensionistas”, finaliza a resposta enviada à Coluna.

1 COMENTÁRIO

  1. É bem provável que o estoque de água não se regularize a média histórica por alguns anos, mas que fique a conscientização da importância da preservação desse bem e seu uso racional. Que haja planejamento em todas as esferas de governo em se criar mecanismos de retenção e preservação da água.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: