Ciesp aponta queda de 8,9% no volume de exportações da regional de Rio Claro

42

Ednéia Silva

A Diretoria Regional do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) de Rio Claro ficou na 27ª posição do ranking de exportações entre as 39 regionais paulistas do centro. De janeiro a setembro deste ano, a regional exportou US$ 376,9 milhões e importou US$ 301,3 milhões, ficando com saldo de US$ 75,5 milhões.

O levantamento foi feito pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) e pelo Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) do Ciesp com base nos dados de comércio exterior do Ministério do Desenvolvimento, Industria e Comércio (MDIC).

As regiões são responsáveis por 26,4% do montante vendido pelo Brasil no mercado global no acumulado de janeiro a setembro de 2015. Nos primeiros nove meses de 2015, a regional de Rio Claro exportou e importou menos que em 2014. A remessa de produtos para o exterior nos sete municípios que compõem a regional caiu 8,9% de 2014 para 2015. De janeiro a setembro de 2014 foram exportados US$ 413,6 milhões contra US$ 376,9 milhões.

O volume de importação também diminuiu de US$ 383,1 milhões em 2014 para US$ 301,3 milhões em 2015, queda de 21,4%. Em compensação, o saldo comercial de 2015 foi melhor: US$ 75,5 milhões frente a US$ 30,4 milhões, crescimento de 147,92%. No ranking de importação, a regional ficou em 23º lugar e no ranking de saldo em 17º.

De acordo com o Ciesp, a regional de Rio Claro ficou atrás de Piracicaba (11º lugar) e Limeira (25º) e à frente de São Carlos (31º). Porém, Limeira teve alta de 8,8% na exportações, passando de US$ 404,1 milhões em 2014 para US$ 439,8 milhões em 2015 e queda de 15,7% nas importações.

A exemplo de Rio Claro, Piracicaba também registrou queda de 26% no volume exportado, caindo de US$ 1,4 bilhão em 2014 para US$ 1,08 bilhão em 2015. As importações também caíram 11,5% e o saldo foi positivo em 44,1%. Em São Carlos, as exportações subiram 13,2%, saltando de US$ 237,2 milhões para US$ 268,5 milhões. As importações aumentaram 1,2%, mas o saldo foi menos 59,8%.

Das 39 regionais, apenas 9 tiveram saldo comercial positivo e 8 aumentaram as exportações. Na regional de Rio Claro, o principal município exportador é Leme com percentual de 22,9% em 2014 e 41,1% em 2015. Já o principal importador é Rio Claro com índices de 76,7% e 61,5%, respectivamente.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: