Cidades não dispõem de Centro de Zoonoses

164

Laura Tesseti/Vivian Guilherme

 

Escorpiões estão aparecendo em diversos pontos em Santa Gertrudes; a maioria deles no prédio da Secretaria de Obras
Escorpiões estão aparecendo em diversos pontos em Santa Gertrudes; a maioria deles no prédio da Secretaria de Obras

A ausência de um Centro de Controle de Zoonoses em Santa Gertrudes deixa a população sem um respaldo necessário em situações ligadas à responsabilidade do departamento.

A prefeitura municipal explica que busca através de campanhas, conscientizar a população sobre a posse responsável de animais e que também são realizadas campanhas de Vacinação Antirrábica em cães e gatos.

Responsável por combater doenças transmitidas por animais, o CCZ de Santa poderá ser implantado no próximo ano. A assessoria fala que é um projeto presente no plano de governo da atual gestão e que recursos estão sendo captados.

Atuando nas situações mesmo sem um centro específico, a prefeitura busca outras maneiras de resolver os casos. Quando é acionada, busca um abrigo para os animais em situação de risco, em parceria com Ongs e pessoas solidárias.

INVASÃO DE ESCORPIÕES
Muitos escorpiões têm aparecido na região da Secretaria de Obras. Segundo o poder público, o fato ocorre devido a uma dedetização de rotina. Em outros pontos da cidade também estão sendo encontrados escorpiões. Problema poderia ser sanado com a implantação de um CCZ.

Cidades não dispõem de um CCZ

Analândia, Corumbataí, Ipeúna, Itirapina e Santa Gertrudes não dispõem de um Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Procuradas, as prefeituras informaram que não há previsão para a instalação do órgão, apenas Santa Gertrudes declarou que está nos planos do governo a implantação de um CCZ.

CORDEIRÓPOLIS – A assessoria da prefeitura orienta os munícipes para que, ao encontrar os bichos, notificarem o CCZ, para que seja efetuada a remoção de qualquer tipo de praga urbana.

CORUMBATAÍ – No caso de encontrar animais peçonhentos é indicado comunicar à Secretaria de Saúde, através da Vigilância Sanitária, para providências cabíveis.

IPEÚNA – A orientação é para que, caso o munícipe encontre ou seja picado, leve o bicho até a Unidade de Saúde para que seja enviado a um Centro de Zoonose. A orientação é manter a limpeza dos quintais. Caso seja encontrado em terrenos baldios solicita-se que entre em contato com a Vigilância Sanitária do município.

RIO CLARO – O CCZ orienta para o acondicionamento correto de lixo, limpeza de quintais, fechar ralos, verificar sapatos e roupas penduradas.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: