Chapecoense: ao menos 70 mortos em tragédia

118

Da Redação [atualizado às 9h49; 9h57]

As autoridades colombianas confirmaram até o momento que 76 pessoas morreram na queda do avião do time brasileiro Chapecoense na Colômbia, na madrugada desta terça-feira (29).

Também foi confirmado que cinco pessoas sobreviveram: os jogadores Alan Ruschel e Jackson Follmann, o jornalista Rafael Henzel e a comissária Ximena Suarez. O zagueiro Neto foi resgatado com vida e levado para um hospital, segundo uma TV colombiana.

O goleiro Danilo foi resgatado com vida, mas não resistiu aos ferimentos no hospital, segundo informações.

O avião da LaMia decolou da cidade de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 81 pessoas a bordo, sendo 72 passageiros e 9 tripulantes. A causa da tragédia seria uma pane elétrica. O piloto teria despejado combustível ao perceber que a aeronave estava caindo. O presidente do Brasil, Michel Temer decretou luto oficial de três dias.

Gianni Infantino, presidente da Fifa, manifestou solidariedade em nota publicada no site da entidade.

“Este é um dia muito muito triste para o futebol. Sentimos muito ao ouvir sobre o acidente de avião na Colômbia, são notícias trágicas e chocantes. Nesta hora difícil, nossos pensamentos estão com as vítimas, suas famílias e amigos. A Fifa gostaria de estender suas mais sentidas condolências aos torcedores da Chapecoense, a comunidade do futebol e as organizações de mídia afetadas no Brasil”.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: