Caso De Matteo: advogado rebate acusações

980

O advogado do ex-diretor financeiro do Instituto de Previdência de Rio Claro, o também advogado Renato de Matteo Reginatto – que foi candidato a deputado federal no pleito do ano de 2014 – afirmou ao JC nessa terça-feira (10) que seu cliente está sendo vítima de uma vingança pessoal ao se posicionar a respeito da reportagem que o jornal Folha de São Paulo divulgou no domingo (8) com o título “Foragido da Justiça por lesar aposentados refaz vida nos EUA”, conforme o JC repercutiu no site na mesma data. A reportagem completa você confere na edição impressa do Jornal Cidade de Rio Claro nesta quarta-feira (11).

A defesa do rio-clarense enviou ao Grupo JC nota de esclarecimento, disposta na íntegra abaixo:

NOTA DE REPÚDIO

DA FONTE

Eli Coen: Renato de Matteo Reginatto comprou um apartamento de Eli Coen, pagou, e quando da última parcela o Sr. Eli Coen invade o apartamento. Renato de Matteo Reginatto entra na justiça PROVANDO os pagamentos como Autor e exige REINTEGRAÇÃO DE POSSE. Juiz dá ganho de causa com comprovação do pagamento do valor total por RENATO DE MATTEO REGINATTO.

“Processo 1099686-85.2013.8.26.0100 – Reintegração / Manutenção de Posse – Posse – Renato de Matteo Reginatto -ELI COHEN – Ante o exposto, JULGO PROCEDENTE o pedido para determinar a reintegração do autor na posse do imóvel, convolando em definitiva a liminar concedida pela decisão de fl. 148. Com fundamento no artigo 921, II, do CPC, FIXO para a hipótese de prática de novo esbulho à posse exercida pelos autores a sanção cominatória de R$ 10.000,00. Em razão da sucumbência, o réu arcará com as custas e despesas processuais e honorários advocatícios que fixo em 15% do valor dado à causa, atualizada à época do efetivo pagamento, considerando que a ausência de resistência reduziu significativamente o trabalho exigido do advogado do autor. P.R.I. – ADV: ALEXANDRO LUIS PIN (OAB 150380/SP” 

DA CALÚNIAS, INJÚRIA E DIFAMAÇÃO 

1) “Matteo é dono da FMD ASSET”

Como mostra o site “consultasocio.com” Renato de Matteo Reginatto NUNCA foi sócio da FMD Asset.

FMD ASSET MANAGEMENT. Fabio Antonio Garcez Barbosa é sócio, administrador ou dono da empresa Fmd Asset Management (Fmd Gestao De Recursos S.A).CNPJ: 10.446.131/0001-50. Razão social: Fmd Gestao De Recursos S.A. Nome fantasia: Fmd Asset Management.Endereço: R Barao Do Triunfo, 612, Sala 909 Andar 9 Brooklin Paulista, Sao Paulo,  SP, CEP 04602002, Brasil Capital social: R$ 500.000,00 (Quinhentos mil reais). Atividade econômica: – Atividades de administração de fundos por contrato ou comissão (6630400). Natureza jurídica: – Sociedade Anônima Fechada (2054). Data de abertura: 28/10/2008 Telefone de contato: (11) 4308-7015 / (11) 4051-3850 E-mail: NADIR@PJCONTABIL.NET

2) “Desde dezembro já comprou um apartamento em Nova York por US$ 6.500 (…), uma casa em Miami por outros US$3.5mm (…), e também arrematou um barco de 64 pés pagando US$ 1,1mm. Ele possui ainda dois imóveis em Boston que, juntos, somam US$2.3mm (…)”

Renato de Matteo Reginatto nao possui os ativos mencionados. Como membro de empresa de Desenvolvimento Imobiliario, na condicao de share holder, possui eventualmente percentual de companhias que se utilizam inclusideve de administracao e alavancagem bancaria proprias para desenvolver no mercado imobiliario americano. Pessoalmente, possui apenas um percentual de uma casa financiada, em Miami.

3) “O dinheiro usado por Matteo vem de quatro offshores”

Renato de Matteo Reginattto, residente americano desde 2016, NÃO POSSUI contas OFFSHORES abertas. Suas  contas são transparentes aos EUA, onde reside há mais de 2 anos com animo definitivo.

4) “Matteo está nos EUA desde 2016, quando, após delações na operação Lava Jato, a PF passou a investigar desvios de recursos em fundos de pensao”

No teor da operação encilhamento a autoridade policial cita que uma denúncia da empresa INCENTIVO teria sido o fundamento de uma investigação na area de RPPSs. Contra isso Renato de Matteo Reginatto imediatamente iniciou um processo de Calúnia e Difamação contra a empresa INCENTIVO. (IP 1058/17 AUTOS DE INQUERITO POLICIAL. POLICIA CIVIL DO ESTADO DE SAO PAUL. 78o DISTRITO POLICIAL. SOBRE: CALUNIA E DIFAMACAO. VITIMA: CLEVERGREEN PARTICIPACOES E RENATO DE MATTEO REGINATTO. AVERIGUADOS: PROPRIETARIOS DA EMPRESA INCENTIVO INVESTIMENTOS LTDA). Isso prova que Renato de Matteo Reginatto, antes de qualquer operacao da Policia Federal ja se defendia dos escritos da empresa INCENTIVO. A PF simplesmente nao deu ciencia em seu IP a esse processo CONTRA INCENTIVO INVESTIMENTOS, ocorrido em 27/07/17.

 5) “Em 23 de abril deste ano, já com prisão temporária decretada, ele negociou bens que possui em São Paulo”

Curiosamente o imovel citado e o mesmo que o Senhor Eli Coen “esbulhou” apos ter recebido pagamento integral. O imovel fez parte de um contrato de compra e venda e foi realizado nos termos da legislacao vigente. NAO ERA MAIS DE PROPRIEDADE de Renato de Matteo Reginatto, senao de uma empresa de administracao de bens, com personalidade juridica completamente distinta.

6) “dono de gestora e consultoria”

Renato de Matteo Reginato NAO POSSUI GESTORA DE INVESTIMENTOS, basta consultar ser CPF e suas empresas relacionadas.. Possuiu Consultoria de Investimentos, a DMF CONSULTORIA,  vendida em 29 de dezembro de 2015 para Patricia Alves MIsson. Ate a data da alienacao da empresa possui ATESTADOS ASSINADOS E PUBLICADOS EM DOU, AFIRMANDO QUE NAO INFLUENCIAVA NOS INVESTIMENTOS. A PF em suas investigacoes, simplesmente omitiu a existencia de tais documentos, assim como Sr. Eli Coen em sua bravata pessoal.    

7) “teria saído do país não apenas por temer a prisão, mas por ser ameaça a um grande número de envolvidos no esquema, que não mediriam esforços para impedir sua delação”

Renato de Matteo Reginatto saiu do pais em 2016 por escolha familiar. O IP dito “operação encilhamento” e de 2017. Vale lembrar que ser investigado pela autoridade policial, não significa ser réu de uma denúncia vinda do MPF; menos ainda ser culpado de algum crime sem uma sentença transitada em julgado. 

8) “o maior problema esta em Uberlândia (MG), onde dos cerca de R$ 760 mm do fundo da cidade, metade estaria sob risco”

Renato de Matteo Reginatto não é dono de nenhuma gestora que possui recursos do RPPS em questão, ademais possui transcrição objetiva da forma como conduziu sua empresa ate 2015. (vide Diário Oficial da União, No 214, quarta-feira, 08 de novembro de 2017). “(…) Atestamos outrossim que a empresa NUNCA realizou distribuição de fundos ou influenciou ostensivamente ou mesmo discretamente, favorecendo ou prejudicando fundo de investimento em benefício próprio” .

 

DEIXE UMA RESPOSTA