Candidatos respondem ao JC em debate na OAB-RC

153

Antonio Archangelo

Tuzinho (PRB); Dr. Alcir, Drª Rosa Cattuzzo - presidente da Ordem em RC; Renato Di Matteo (PSB) e Heitor Tommasini (PTC)
Tuzinho (PRB); Dr. Alcir, Drª Rosa Cattuzzo – presidente da Ordem em RC; Renato Di Matteo (PSB) e Heitor Tommasini (PTC)

Perguntas elaboradas pelo Jornal Cidade deram o tom no debate promovido pela 4ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil tanto para deputados estaduais, quanto para federais. Na última segunda-feira, 29 de setembro, os candidatos a deputado federal que compareceram à sede da Ordem responderam a quatro questões de diversos temas feitas pela editoria de política do Grupo JC.

O primeiro a responder, no terceiro bloco do debate, foi o candidato a deputado federal Renato Di Matteo (PSB). A pergunta foi referente à Mobilidade Urbana, abordando a cobrança dos pedágios e o que poderia ser feito para viabilizar uma redução tarifária na praça de Rio Claro. “Ninguém vai falar que é a favor do pedágio. Mas, se for para Minas Gerais, você irá presenciar vários acidentes naquelas estradas. Quando tem pedágio, as condições das rodovias são melhores do que quando o serviço é administrado pelo setor público. Porém, concordo que os valores estejam altos. Vejo que a solução seria subsidiar parte dos custos. Um subsídio parcial. Tenho que dizer que sou contra trazer esta demanda para as mãos do serviço público novamente. Ao Estado compete a fiscalização”, disse o socialista.

O candidato a deputado federal Heitor Tommasini (PTC) respondeu sobre o tema “Segurança”, sob sua posição em relação à redução de maioridade penal. “Sou a favor da extinção da maioridade penal. Todos são iguais perante a lei. Um psicólogo deve analisar se a mente do menor é criminógena. Um assistente social, um psiquiatra tem que analisar se o menor possui uma mente criminógena. Porque deixar como está, como o ECA definiu, não dá. Sou a favor da extinção da maioridade penal. Inclusive, para mim, preso, se reincidir três vezes no mesmo artigo, deve ser preso federal e trabalhar para fazer a Calha Norte, ou as ferrovias, com bola de ferro no pé”, mencionou o petecista.

Já o candidato a deputado federal Tuzinho (PRB) respondeu sobre a federalização da educação. “Sou favorável sim à federação da educação (sic). Os municípios estão penando em relação à educação. Já o Estado não faz sua parte, temos que passar para as mãos da União a questão da Educação em todos os municípios”, comentou o candidato.

Não compareceram ao debate os candidatos: Ben Hur (PSOL) e Luiz Balbo (PTB). O vereador e candidato a deputado federal Calixto (PRP), através de sua assessoria, enviou uma carta justificando que o debate ocorreria na mesma hora da sessão camarária realizada ontem.

DEBATES

Os debates foram realizados pela Comissão de Direito Político e Eleitoral da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Rio Claro e finalizados com breve consideração da presidente da Ordem, Rosa Cattuzzo. “Mais uma vez a OAB faz o seu papel”, disse no final do evento, que foi divido em três blocos, sendo o primeiro para apresentação e o segundo bloco destinado a perguntas temáticas entre os candidatos.

1 COMENTÁRIO

  1. Heitor Tommasini, consta no tse como “bens” 0,00.
    Descrição Valor do Bem
    Não existem bens a divulgar!
    Total R$ 0,00
    Será que alguém vai acreditar no que este candidato promete? Acordem gente…

Qual sua opinião? Deixe um comentário: