Breteau aponta índice larval do Aedes aegypti 0,3 em Rio Claro

146

Divulgação 

O Centro de Controle de Zoonoses de Rio Claro (CCZ) divulgou na quinta-feira (20), os resultados do Índice de Breteau (IB) e Índice de Infestação Predial (IIP) obtidos por meio da Avaliação de Densidade Larvária (ADL) realizada de 1º a 15 de julho. Ambos os indicadores apontaram um resultado de 0,3, considerado satisfatório.

O resultado final corresponde ao valor numérico que mede a quantidade larvária do inseto encontrada em habitações (IB) pela quantidade total de imóveis vistoriados (IIP).  Os índices acima de 1 e até 3,9 são considerados como situação de alerta. Já superiores a 4, são tidos como risco de  surto. Apesar do resultado ser considerado bom, a população não pode relaxar.

De acordo com a chefe de Núcleo de Combate a Endemias, Maria Júlia Guarnieri Baptista, os trabalhos realizados pela equipe de agentes nas visitas casa a casa diariamente, nos mutirões de limpeza que foram realizados aos sábados de janeiro a abril,  aliados às orientações transmitidas em palestras e eventos, colaboraram para que o resultado fosse satisfatório. Ela lembra, no entanto, que a vigilância sobre o aedes não deve parar nunca.

“A população precisa estar sempre em alerta, lembrando que criadouros existem em toda parte e precisam ser eliminados”, ressaltou. Segundo Maria Júlia, o resultado apenas mostrou que o trabalho de prevenção vem dando resultado, mas sem a ajuda da população no combate ao mosquito a situação pode mudar.

Os recipientes onde foi encontrada maior quantidade de larvas foram latas, baldes, fontes de água, plantas aquáticas, caixas d´água, tonéis e caixas não ligadas à rede onde a água estava sendo armazenada. Larvas do aedes foram encontradas em todos os quatro setores visitados. No total, o CCZ percorreu 124 quadras e visitou 2.449 imóveis.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: