Bolsonaro diz ‘não ter dúvida’ de que nazismo é de esquerda

211

Depois de visitar nesta terça-feira, 2, o Yad Vashem, o Centro de Memória do Holocausto, em Jerusalém, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, afirmou “não ter dúvidas” de que o nazismo foi um movimento de esquerda. A polêmica declaração foi feita em entrevista coletiva ao final de sua agenda oficial.

A afirmação do presidente, no entanto, vai de encontro ao próprio museu visitado por ele, que diz em seu site que o Partido Nazista da Alemanha era um entre vários “grupos radicais de direita”.

Inicialmente, a visita de Bolsonaro ao centro de memória também movimentou o Twitter, não pela visita em si, mas pela publicação recente do chanceler Ernesto Araújo de que o nazismo “foi um movimento de esquerda”, agora ecoada pelo presidente.

A publicação de um vídeo da visita de Bolsonaro ao museu inflamou a discussão entre críticos e apoiadores do governo, bem como a discussão sobre o nazismo estar à esquerda ou à direita no espectro político. A movimentação tornou Holocausto uma das expressões mais citadas no Twitter do Brasil.

1 COMENTÁRIO

  1. A imprensa se apequena embarcar nestas coisas insignificantes diante de problemas tão sérios que assolam o Brasil. Parece que toda essa orquestração da imprensa em nada colabora com o nosso país deixando claro que os reais interesses do povo brasileiro foram deixados de lado pela grande mídia. O governo Bolsonaro é muito mais amplo do que esses problemas de esquerda ou direita, apenas a mídia prefere abraçar esse campo porque está enraizada neste contexto que não leva nossa pátria a lugar nenhum. Não tenho a menor dúvida de que muitas coisas boas estão sendo engatilhados e quando for colocadas em práticas o Brasil vai mudar pra melhor, só resta saber se a politicagem de baixo nível que destruiu nosso país vai continuar essa oposição tão prejudicial à nação brasileira.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: