Boletim aponta 366 casos de dengue neste ano em RC

305

Apesar de ações preventivas intensificadas pela prefeitura de Rio Claro, os números da dengue continuam crescendo e nesta semana 94 novos casos foram registrados pela Vigilância Epidemiológica do município. Os números apontam total de 366 casos da doença desde o início do ano.

“A prefeitura tem trabalhado permanentemente em ações preventivas, e para este combate ao mosquito transmissor a comunidade tem que fazer a sua parte, vistoriando a sua casa e eliminando os criadouros do Aedes aegypti”, observa Maria Clélia Bauer, secretária de Saúde.

No caso de sintomas de dengue, a orientação é para que se busque atendimento nas unidades de saúde da família ou nas unidades básicas de saúde, que são porta de entrada para atendimento na rede pública municipal. No local o paciente encontrará equipe preparada para realizar os procedimentos necessários em cada caso, como coleta de exames e hidratação.

Evitar o acúmulo de água parada é a principal medida para evitar a proliferação do Aedes, transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela. Recentemente a prefeitura publicou decreto do prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, autorizando o ingresso forçado de agentes públicos de saúde em imóveis públicos e particulares, no caso de situação de abandono, ausência ou recusa de pessoa que possa permitir o acesso.

O trabalho de rotina inclui vistorias realizadas durante a semana pelos agentes do Centro de Controle de Zoonoses. Aos sábados são realizados mutirões nos bairros, com serviços que incluem o recolhimento de possíveis criadouros. Imóveis especiais, como escolas, e pontos estratégicos, como borracharias, também são vistoriados.

A Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção realiza ininterruptamente ações de limpeza nos bairros. Também é fundamental que os proprietários mantenham os terrenos baldios em ordem.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente é outro setor que tem importante papel nos serviços que a prefeitura oferece para que a cidade fique limpa e haja menos chance do mosquito da dengue se reproduzir. A pasta gerencia seis ecopontos (que abrem todos os dias da semana), a coleta de lixo domiciliar em todos os bairros três vezes semana, o serviço de cata bagulho mensal nos bairros com recolhimento porta a porta de móveis velhos e materiais inservíveis, e a coleta seletiva de lixo. Informações e calendários desses serviços estão no site da prefeitura,www.rioclaro.sp.gov.br.

1 COMENTÁRIO

  1. Só que a Prefeitura não está fazendo a própria parte!
    Reparem nas canaletas das valetas nas esquinas. Como na maioria dos bairros não existe zeladoria, ou seja, as ruas não são varridas ou limpas (absurdo a parte), as canaletas ficam entupidas com terra e mato que represam a água nelas, fazendo os criadores municipais. Então devemos ficar atentos em nossas vizinhanças e levar os agentes para verificarem este absurdo.
    Vai ai sugestão à reportagem do jornal.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: