Bancos: 65 agências são afetadas pela greve

93

Lucas Calore

O movimento de clientes nessa quinta-feira continuou intenso nas agências bancárias do Centro
O movimento de clientes nessa quinta-feira continuou intenso nas agências bancárias do Centro

A greve dos bancários prossegue em Rio Claro e região. Nessa quinta-feira (8), segundo dia grevista, a adesão ao movimento subiu para 85% na cidade e 90% na região, o que fez paralisar o atendimento em 65 agências.

A informação é de Reginaldo L. Breda, presidente do Sindicato dos Bancários de Rio Claro. Na terça-feira (6), o primeiro dia de greve começou com 70% de adesão. No país, 1.280 instituições ficaram fechadas na terça.

Em 2015, a greve durou cerca de 20 dias. O aumento no piso salarial foi de 14%, 10% nas verbas e 14% no vale-alimentação. A expectativa é que o movimento de greve não se prolongue muito.

Atendimento

De acordo com Breda, nesta semana de pagamento as agências se organizaram para fazer um atendimento especial para os aposentados. “Quando há um acúmulo grande de aposentados, o banco faz atendimento para que esses cidadãos não sejam prejudicados. Temos que dar 30% de serviços para toda a sociedade”, explica.

A recomendação é que o aposentado procure alguém responsável pelo banco, para que não tenha problemas e caia em golpes, orienta Breda.

Negociação

O Sindicato está solicitando um reajuste de 14% no total. A proposta foi de 6% mais R$ 3 mil de abono, mas a categoria recusa. Uma nova negociação acontece em São Paulo, às 11 horas desta sexta-feira, dia 9 de setembro. Se o acordo de proposta for aprovado, a greve poderá ser encerrada. Caso contrário, voltam a negociar a partir de segunda-feira da próxima semana.

“Se tivesse um pouco mais de boa vontade da mesa de negociação da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), tudo isso poderia ter sido resolvido sem qualquer problema. Mas, infelizmente, todo ano acontece esse impasse”, disse.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: