Associação Novo Tempo passa a ter energia elétrica

187

Por solicitação da prefeitura de Rio Claro, a concessionária de energia Elektro iniciou nesta quinta-feira (14) a ligação de rede para instalação de luz elétrica no barracão da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Novo Tempo, no Jardim Inocoop. Concluído o serviço, entidade poderá instalar o poste padrão e fiação para que a ligação seja concluída. A ligação da energia era aguardada com ansiedade pelos catadores que poderão contar com auxílio de equipamentos elétricos no serviço.

“Depois de muita luta a energia foi ligada. A prefeitura fez os preparativos necessários para a instalação de energia elétrica e tem auxiliado a associação com vários serviços e melhorias com o objetivo de apoiar e fortalecer o trabalho dos catadores que tem grande relevância social e ambiental”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, agradecendo o empenho de Eduardo Zornoff, especialista institucional da Elektro, para viabilização do serviço.

A vereadora Maria do Carmo Guilherme acompanhou a ligação de energia nesta quinta-feira (14). “Agradeço ao prefeito Juninho da Padaria e a Elektro pela instalação da energia elétrica para a Associação Novo Tempo”, disse a parlamentar.

Desde o início do ano passado, a administração vem ajudando a Associação Novo Tempo a se instalar em área própria. A prefeitura cedeu área para construção do barracão da entidade, fez terraplenagem e limpeza do terreno, ligação de água e doação de cestas de alimentos e cestas verdes. A prefeitura está ajudando na construção de fossa séptica no local.

No mês passado, a prefeitura entregou aos catadores três triciclos equipados com cesto e uma mesa para auxiliar no recolhimento de materiais recicláveis. Essas melhorias foram realizadas com o apoio de várias secretarias municipais: Agricultura, Obras, Meio Ambiente, Desenvolvimento Social, Segurança, Negócios Jurídicos, Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) e Fundo Social de Solidariedade. A associação também recebeu apoio financeiro da Frafem.

Vale lembrar que essa é a segunda cooperativa de recicláveis no município. A Cooperviva (Cooperativa de Trabalho dos Catadores de Materiais Reaproveitáveis), que também recebe o apoio da prefeitura, trabalha desde 2002 recolhendo materiais como papel e papelão, plástico, metais e vidro, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA