Após ser solto pela Justiça, professor suspeito de estupro é demitido

4793

O professor de educação física de 47 anos, que foi preso no fim da tarde de quarta-feira (29) por suspeita de crime de estupro de vulnerável, ganhou liberdade menos de um dia depois. Em audiência de custódia, realizada no Fórum de Rio Claro no início da tarde de quinta-feira (30), o juiz decidiu que o mesmo irá responder ao processo em liberdade.

O caso movimentou o setor policial e repercutiu na internet depois de matéria impressa e vídeo trazidos pelo Jornal Cidade com exclusividade. Alunas, com média de idade de 10 anos, afirmam terem sido vítimas do professor durante as aulas de educação física em um Projeto Social localizado no bairro Santa Clara. As crianças relataram em depoimento à Polícia Militar e à Polícia Civil e também aos pais que eram tocadas nas partes íntimas durante os exercícios repassados nas aulas.

O que diz a Prefeitura

A prefeitura de Rio Claro ressalta que não compactua com qualquer tipo de abuso e que tem total interesse em uma rigorosa apuração do caso, para que prevaleça a verdade e, para isso, tomará as medidas cabíveis e necessárias. O professor, que era contratado em caráter eventual, foi demitido. A Secretaria da Educação abriu sindicância para a apuração dos fatos. A prefeitura informa ainda que oferecerá todo o amparo profissional às famílias, em especial às crianças.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA