Agente faz filha e esposa de refém e mata policial em negociação

286

Carine Corrêa

PM Júlio César já trabalhou em Rio Claro e foi morto durante negociação com agente que fazia família de refém. Homem baleou mãe e filha
PM Júlio César já trabalhou em Rio Claro e foi morto durante negociação com agente que fazia família de refém. Homem baleou mãe e filha

O policial Júlio César Zorzete morreu na madrugada deste sábado (20), durante uma operação em Itirapina. Sargento Júlio participava de uma negociação envolvendo um agente penitenciário, que fazia esposa e filha de refém. O homem teve um surto psiquiátrico e baleou as duas. A Polícia Militar informou que o policial foi morto depois de ser atingido no rosto durante troca de tiros com o agente.

Repercussão
A morte do policial mobilizou o Comando Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo para o interior. Em Itirapina, também acompanharam a ocorrência o comando do 37º Batalhão da PM em Rio Claro e o Comando de Policiamento do Interior de Piracicaba (CPI-9). “Recebemos a notícia da morte do sargento Júlio César com consternação e tristeza, como ocorre sempre que assistimos partir um dos nossos muitos heróis, que sacrificam sua vida pela de outros, pela sociedade”, disse ao JC coronel Humberto Gouvêa Figueiredo, comandante da região de Piracicaba.

A matéria na íntegra você confere na edição impressa deste domingo (21).

Qual sua opinião? Deixe um comentário: