JC
Assine Já
Jornal Cidade Rádio Excelsior Jovem Pan
Cadastre-se Contato Anuncie Conosco
Cadastre-se Contato Anuncie
NotíciasSetaEsportesSetaEntretenimentoSetaMultimídiaSeta
Linha
Publicidade
Publicidade
Linha
07/04/2012 - 09h23 Comunicar Erro E-Mail Espalhe aos amigos E-Mail
http://www.jornalcidade.net/89419
Visualização: 350

Situação de abandono gera críticas na praça da Boa Morte

Lixo espalhado, grama sobre calçadas e mato compõem o quadro de falta de manutenção
Lixo espalhado, grama sobre calçadas e mato compõem o quadro de falta de manutenção

Legislativo


É tanto lixo, degradação e clima de abandono que o local mais parece uma praça de guerra depois de ter havido uma batalha” protesta o presidente da Câmara Municipal, Valdir Andreeta, ao concluir vistoria na praça da Boa Morte. Ele cobra de prefeitura medidas imediatas para recuperação do espaço público.


“É uma vergonha para todos nós, rio-clarenses, sermos obrigados a ver uma das praças mais antigas da cidade em situação de completo abandono”, avalia o vereador.


Ele faz notar que “a falta de consideração com nossas praças já é conhecida, mas no caso da Boa Morte há o agravante do local ser área de acesso à capela que tem suas atividades religiosas em funcionamento”, acrescenta.


Segundo ele, a praça deveria estar ajardinada, bem cuidada, com flores, gramado vivo e bem limpa para compor a paisagem com a igreja.


Ao fazer uso da tribuna da Câmara Municipal nesta semana, Valdir Andreeta apontou que o local está “escandalosamente tomado por lixo”. Com levantamento fotográfico em mãos, ele mostrou bancos cercados por papéis velhos, restos de embalagens e até por lixo digital.


As calçadas, conforme alinhou, há tanto tempo sem receber limpeza, estão tomadas por grama, cobertas de fungos e com buracos. Sob uma das árvores, notou o presidente da Câmara Municipal, há acúmulo de papelão que mostra o ponto ser utilizado por mendigos para dormirem ali.


Mais ainda, denunciou o vereador, na parte central da praça a grama chega à altura dos joelhos. O passeio interno está coberto de folhas secas. “Pelo acúmulo de folhas, nota-se que não é feita limpeza por ali há muito tempo mesmo”.


Acompanhado por moradores e moradoras, ele tomou conhecimento de que a praça não tem jardineiro e à noite é utilizada periodicamente por usuários de drogas, conforme reportam os vizinhos.


“É um descalabro total, um abandono; se uma das principais praças da cidade está assim, é terrível imaginar as demais”.


+ compartilhe
+ gostou? comente esta notícia
Sem comentários, seja o primeiro
Seu Nome:
Seu Email:
Mensagem:

+ matérias relacionadas

Siga-nos no Twitter

+ as mais lidas da categoria



Todas as notícias mais lidas



+ as mais comentadas



Todas as notícias mais comentadas

+ este mês

Abril
D
S
T
Q
Q
S
S
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
 
           
 
 

| Grupo

 
JC Magazine
Jornal Cidade
JC Filmes
JC Impressão
Rádio Excelsior JP
Jornal Regional
 

| Jornal Cidade

 
Versão Impressa
Suplemento Social
Cidadinha
ShowCar
Colaboradores
Editorial
 

| Cadernos

 
Noivas
Decoração
Homem
Crescer
Carreira e Sucesso
Carnaval
 

| Jornal Cidade

 
Sobre o JC
Assine
Fale conosco
Ajuda sobre acesso
Condições de uso
Política de privacidade
 

Desenvolvido por Renato Hoffmann e Rodrigo Montezzo
Todos os direitos reservados Jornal Cidade de Rio Claro
© 2012

Avenida 05, 283 - Centro - Rio Claro/SP - 13500-380
(19) 3526-1000