Gabriel Ferrari

Smartphone – Stress e Solidão móvel

  • Você sempre leva o celular com você, mesmo em momentos de lazer.
  • Você se incomoda de algum lugar não ter wi-fi.
  • Você não fica feliz se a bateria do celular acabar.

Se de alguma forma você se identifica com as premissas acima, há grandes chances de  ser um viciado. Viciado em Smartphone. E como qualquer vício, faz muito mal.

Isso são sintomas de um vício chamado “sempre ligado”, causado pela tecnologia moderna. O Brasil está entre os 5 países mais conectados. Esse stress acomete grande parte de nossa população. Você pode estar passando por isso agora mesmo.

 

ruas nos dias de hoje

 

Segundo a psicóloga Christine Grant a mente das pessoas que estão sempre usando o smartphone nunca descansa. Seu corpo não se recupera de stress.“Em minhas pesquisas encontrei um grande número de pessoas esgotadas pois viajavam sempre conetadas.”Assim que chegam ao destino estão exaustas. As pessoas não percebem mas a quantidade de informação absorvida com o uso de smartphone é muito grande. A mente fica sobrecarregada. Mesmo que isso seja apenas o Facebook.

 

 

As mulheres principalmente tendem a ter um dia muito cheio. Trabalham o dia todo e quando acabam lidam com a casa e crianças. Nos pequenos intervalos de descanso elas  sobrecarregam a cabeça com os  smartphones.”

 

 

Absurdo: Usar smatphone vem vez de dormir

Depois de um dia cheio, melhor usar o smartphone em vez de dormir…

 

O advogado especialista em direito do trabalho Tim  Forer diz que a inflação em parte é causada pelo fato das pessoas serem menos produtivas. Elas usam mais smatphones do que trabalham. A habilidade de ter foco está sendo perdida.

 

“Achamos que verificar email é trabalho, mas grande parte do tempo é improdutivo.”

 

Solidão de Bolso

 

Outro problema é que os smartphones tem diminuído a interação entre as pessoas. Por parecer uma comunicação segura onde podemos apagar o que foi dito, a interação pessoal está sendo substituída por mensagens de texto. As pessoas não enxergam como problema  passar mais tempo falando com alguém no smartphone do que pessoalmente. Mas no final do dia estão exaustas e angustiadas. Há uma sensação de vazio que não passa. É preciso voltar pro smartphone.

Pareço popular, mas na verdade estou sozinho

“Conectado com todo mundo, enquanto a vida acontece à minha volta.”

Paqueramos mais no smartphone do que pessoalmente. Conversando com uma moça ela me disse: “Você tem Whats up pra gente se falar?” “Eu estou falando com você agora mesmo!”, foi o que eu disse. Estamos perdendo a empatia, tentando levar as situações reais pra dentro do Smartphone.Por que isso? Talvez porque pareça seguro, mas não é vida de verdade. Estamos conectados com todo mundo no smatphone. Não é incrível? Podemos parecer superinteressantes na internet.  Mas é isso que realmente importa?

Vai até o show ao vivo, pra assistir pelo smartphone...

O cara vai até o show ao vivo, pra assistir pelo smartphone…

 

smartrphone solidão

“Encontro incrível com uma gata” – Parece superinteressante não?

 

 

Para quem está vivendo a vida de verdade, pessoas nos smartphone estragam a paisagem.  Nos cenários do cotidiano não vemos mais  rostos felizes, sorrisos, gargalhadas, paqueras. Encontramos o rosto apático quase mórbido de um usuário de smartphone. Mas na internet, este usuário é superpopular. Está curtindo com os amigos, saindo com o namorado(a), comendo um sushi, etc. Mas na vida real é apenas uma pessoa olhando pra baixo.

 

 

Não-Smartphone

O Não smartphone é uma tecnologia de ponta. Ele não disca, não envia mensagens, não tira fotos. Também não tem bateria. O não-smartphone é um pedaço de plástico preto, parecido com um smartphone. Foi uma idéia de um grupo de amigos holandeses que percebeu que quando saiam juntos, as únicas palavras que trocavam eram para pedir mais cerveja. De resto passavam a noite cada um em seu smartphone.

O produto tem o nome original de NoPhone e tem como slogan  “Design fino, leve, que substitui qualquer dispositivo móvel inteligente, permitindo que você tenha sempre um retângulo de plástico frio para agarrar sem abrir mão de aproveitar a vida de verdade ao seu redor“. E acredite, as pessoas tem comprado para se tratar desse vício.

NoPhone

Os mais novos estão vindo com a função “selfie”

 

Não sou anacrônico e nem nostálgico mas creio que  esse não é o caminho natural das coisas. A ideia é que os smartphones economizem tempo pra você aproveitar a vida. Não fazer deles sua vida!  Lembra quando a sua mãe dizia “ Saia da tv e vá brincar um pouco lá fora“? Ela estava dizendo para você viver sua vida de verdade.  Não dependa de seu smartphone e nem tecnologia nenhuma. Desconecte-se mais vezes durante o dia. Desconecte completamente no fina de semana!  Porque a sua “bateria” pra essa vida também é limitada. É bom aproveitá-la em um lugar maior do que uma tela de 5 polegadas.

 

Outros posts deste autor
analise do cérebro
Como melhorar em 14 segundos
Pra que defender Lula?
Sérgio Moro não é o herói
O herói não é Sérgio Moro
Quem está levando o racismo adiante?
Resolva Conflitos Como Um Mestre Zen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JCblogs Produzido por Gabriel Ferrari Mariano