Fabíola Cunha

“Who you gonna call? Ghostbusters!”

Se você estiver com paciência para ler este texto, sugiro fazê-lo ouvindo isso aqui (é muito adulto)

Clássico da Sessão da Tarde, “Os Caça-Fantasmas” vai ganhar refilmagem, ou reboot, melhor dizendo, com elenco totalmente feminino, sem repetir os personagens originais. Antes que você, caro leitor, comece a rodar os olhinhos em sinal de desaprovação, não é qualquer elenco, mas o que há de melhor em matéria de comédia norte-americana: Kristen Wiig (ex-Saturday Night Live, protagonista e roteirista de “Missão Madrinha de Casamento”) e Melissa McCarthy (também de “Missão Madrinha de Casamento”) já estão confirmadas. O diretor é Paul Feig, também de…”Missão Madrinha de Casamento”. Outro nome, também do SNL, é Kate McKinnon (que anda fazendo uma assombrosa imitação que só ressalta o quão grotesco é Justin Bieber)

Wiig, o diretor Paul Feig e McCarthy

McCarthy, o diretor Paul Feig e Wiig

Há alguns anos fala-se sobre um terceiro filme sobre o grupo de amigos que combate entidades malignas em Nova York, cujos dois primeiros filmes foram lançados em 1984 e 1989. Porém, muita coisa entra no meio: Bill Murray, por mais genial que seja, é um excêntrico com quem poucos conseguem trabalhar, e Dan Aykroyd parece ser um dos que entraram na lista dos que não querem passar o dia com ele. Outro problemão: há quase um ano, Harold Ramis, que pelo menos era amigo de Bill, faleceu aos 69 anos. Ele interpretava Egon, o mais nerd dos quatro ghostbusters (e também escreveu o roteiro). Ernie Hudson completava o time e continua vivo e forte, porém o projeto, que sequer existia direito, empacou de vez, já que Ivan Reitman, diretor dos dois primeiros filmes, declarou que jamais faria um terceiro sem Ramis.

O boato de que o reboot poderia ter elenco feminino foi comentado pelo próprio Murray em entrevista ao talk show de David Letterman, quando ele foi questionado sobre atrizes que gostaria de ver vestindo sua mochila de prótons e ele chutou Wiig e McCarthy como as mais capazes.

Hoje, 30 anos após o lançamento do primeiro filme, a história dos quatro sujeitos que decidem abrir uma firma de combate a fantasmas, demônios e similares ainda encanta: todo o charme, humor e e tom deliciosamente nonsense estão lá. Assim como as trilogias “Indiana Jones” (nem considero o quarto filme) e “De Volta para o Futuro”, bem como “Curtindo a Vida Adoidado” e “Goonies”, “Os Caça-Fantasmas” pode ter envelhecido em termos de efeitos especiais, porém não perde a majestade quanto a contar bem uma história divertida.

Agora é torcer para que o novo filme conserve essas qualidades, aliadas à tudo de bom que os efeitos especiais podem prover, mas sem colocá-los como protagonistas.

Dica para a vida: jamais cruze os feixes de prótons!

Dica para a vida: jamais cruze os feixes de prótons!

Outros posts deste autor
Coutinho, o cabra marcado para morrer
Documentários para ver ontem
Filmes que são presentes
“Você não pode se livrar de Babadook”
As mulheres badass do cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JCblogs Produzido por Gabriel Ferrari Mariano